Livro de Ponto

...Soma e Segue...

domingo, 23 de janeiro de 2011

Dos amores



Ontem, enquanto me preparava para sair à noite, apesar do frio horrível que estava, ligou-me uma grande amiga. Estranhei a ligação pela hora mas, claro, atendi sorridente:

Eu: Então princesa, onde é a saída hoje?!
Ela: Nem me digas! Estou pior que estragada, estou mesmo desiludida com ele...
Eu: O que foi? O que se passou? Não me digas que terminaram novamente!!
Ela: Não, mas secalhar devia...oh Ana, não sei o que fazer...acreditas que me falou torto por ter batido com a porta do carro?! Bolas...faço de tudo para que as coisas corram bem e 'tou sempre a levar no focinho...não ganho mesmo juízo pois não?
Eu: Então e o quê que tu fizeste?
Ela: Saí do carro e disse que lhe exigia um pedido de desculpas ou ele nunca mais voltava a ver-me a cara.
Eu: E ele?
Ela: Pediu-me desculpa e eu lá fui...porque tinhamos combinado sair com os amigos dele e eu não quero criar más cenas 'tás a ver?
Eu: Sim estou...mas não achas que...bem, tu sabes o que eu penso. E sabes que já passei por isso...
Ela: Pois sei...o problema é que eu nem sei porquê que estou com ele...parece um vício! Mas quando estou com outros gajos...pá, a cena não flui, não é a mesma coisa e tenho saudades dele e das coisas que fazíamos...(ela começa a chorar) acho que merecia que ele fosse melhor comigo...
Eu: Mericias que ele te colocasse num pedestal * ! Ele sabe bem que não encontra outra miuda como tu e depois vai andar aí a bater com a cabeça nas paredes porque te perdeu!!
Ela: Desculpa 'tar sempre a melgar-te com este assunto..(chorando), mas já não sei mesmo como dar a volta a isto...
Eu: Calma. Onde estás agora?
Ela: Na casa de banho do bar *...precisava mesmo de sair dali e desabafar...
Eu: Vá, compõe-te! És uma senhora! Limpa as lágrimas e vai divertir-te!
Ela: Desculpa 'miga...
Eu: Amanhã ligo-te para saber como estás ok?! Vá, coragem! Lembra-te só das coisas boas e do que sentes quando estás sem ele! Combinado?!
Ela: 'Tá, desculpa, beijnhos.
Eu: Força *!

Hoje liguei-lhe para saber como tinha terminado a noite. Ela não atendeu. Agora que revejo a conversa, parece que estive a falar comigo própria há um ano atrás...há homens, perdão, omens que não merecem mesmo nada.

4 comentários:

Tixa disse...

Como se costuma dizer, para mal dos meus pecados quando estava a ler a tua conversa com a tua amiga estava mesmo a parecer que estava a rever conversas de há um ano atrás contigo :/. A parte do para mal dos meus pecados e por o ele ser-me quem é ...
Possas têm de haver limites ninguém merece.
beijito!

AC disse...

há homens e omens como tu dizes... mas tb há feitios e feitios e no amor as pessoas têm de se moldar uma à outra, fazer cedências de parte a parte (sem nunca deixar de ser quem são, óbvio)... por mais que as coisas sejam dificeis ou o possam parecer... quando olhamos pra trás, e se o amor for verdadeiro, vemos que as coisas boas, os momentos de felicidade poem todos os problemitas a um canto e aí vemos que vale a pena lutar porque afinal estamos ao lado do HOMEM... daquele, "the one"...

quando assim nao for é pq nao vale a pena, é pq o amor nao existe ou nao é recíproco... :)

beijito, love you! :)e força pra tua amiga!

tiago disse...

nada mesmo, estou muito de acordo contigo. Ha homens que nao sabem dar valor a nada...

Maria Inês disse...

Permita-me discordar :) 'lembra-te só das coisas boas'? Isso é arranjar desculpas para manter uma situação que causa instabilidade emocional, pelos vistos há já muito tempo. Se é para colocar o ponto final, há que pensar nas coisas más, no que nos faz sentir mal, no que não nos deixa estar bem connosco (porque só depois estaremos bem com os outros). É só uma opinião e... contra mim falo, pois claro! ;)