Livro de Ponto

...Soma e Segue...

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Ainda D´as AMOR´as

Tenho passado estes dias em casa dos meus pais. A minha torna-se demasiado grande e silenciosa para quem está de férias e sem nada de útil para fazer à vida.
Confesso que em pequena detestava o local onde vivia. Mal tinha vizinhos e, entre essa meia dúzia, não existiam quaisquer crianças com quem pudesse brincar ou que me acompanhassem em parte do trajecto feito a pé para a escola primária. Os momentos mais felizes eram os dos fins-de-semana e férias, especialmente as de verão, em que brincava com os meus primos.
Agora esse gosto alterou-se: o facto de viver num local rodeado por natureza, no seu estado mais puro, permite momentos de reflexão, introspecção e de puro lazer com o meu mais-que-tudo canino. Fartamo-nos de passear! Somos muito cúmplices e até partilhamos de alguns gostos, como por exemplo amoras! É verdade...este bichinho cada vez me preenche mais! Tem sido a minha acérrima companhia nestes dias pasmacentos em que nem chove...nem faz sol...

2 comentários:

tiago disse...

eu creci e moro numa aldeia perto de coimbra. Tambem fiz escola primeira na aldeia mas ao contrario de ti tive a sorte de ter muitas crianças. Algumas vizinhas outras não mas ia sempre acompanhado para a escola. Lembro-me uma vez de ser horas de ir pra a escola e de andar na brincadeira com os vizinhos. Quando cheguei a casa levei da minha avo com um pau no rabo. Foi onde ela me apanhou porque eu tentei fugir claro, quando vi as coisas feias para meu lado:D
Acredito que não tenhas gostado muito dessa altura e que agora tenhas mudado de opinião. Os arredores das cidades dão o que as cidades não dão. Não é por nada que muitas pessoas tenham segunda casa em aldeias onde moraram em pequenas ou pessoas que moraram sempre na cidade e que queiram mudar para a pacatez das aldeias

Feliz disse...

Sim, agora gosto bastante...mas na altura doía a solidão...muito mesmo! Enfim...somos complicados e insatisfeitos por natureza!