Livro de Ponto

...Soma e Segue...

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

...vida a concurso

Sempre que faço a manifestação de preferências sinto que tenho a minha vida a concurso. Um jogo de sorte ou de azar onde no final as escolhas contam muito pouco, e segundos na decisão de uma colocação mudam por completo a nossa vida...
Fazer escolhas neste campo e quase ou tão às cegas como por vezes as fazemos na nossa vida. Estamos certos que, naquele momento, aquela escolha é a mais acertada...quase que juramos ver a luz ao fundo do túnel!
Quando temos tempo para reflectir, ainda pedimos opinião, certinhos de que nem a vamos ouvir de tão correcta que está, e vamos pela nossa cabeça...e em quê que dá?...mais do mesmo.

Alguém tem lenços de papel à mão?


6 comentários:

Paulo Nunes disse...

Não uso lenços de papel... eu sou daqueles que ainda usa lenços de pano. Mas se quiseres...na mesma.. posso te emprestar! :P
Até uma professora ser efectiva, a vida realmente anda de um lado para o outro. A minha mãe foi professora e lembro-me de durante 3 anos (acho eu) ter ido parar ao Algarve. Enfim, foram anos dificeis. Olha que segundo as notícias este ano devem ficar de fora muitos professores. mas mesmo assim.. desejo-te muita sorte e que tenhas aquilo que desejas :)

Feliz disse...

Não está fácil...mas pronto! O que vier, que venha por bem!!
Sim, lenços de pano são mais ecológicos...

Bem! O que importa agora é aproveitar o restante do verão e aguar pela boa nova de setembro!

Obrigada! ;)

ML disse...

Sinto exatamente o mesmo quando faço as minhas manifestações de preferências.

Este ano pela primeira vez fi-las mais "a vontade" pois mudei de rumo e estou a trabalhar na minha área de formação mas numa empresa. Larguei um horário completo a 50km de casa por tentar estabilidade. Mas voltei a concorrer agora, mas mesmo só para distritos e horários que valham a pena.

A ver vamos. Boa sorte para ti! :)

Big Kisses

ML

Feliz disse...

Obrigada ML e, antes de mais, boa sorte!

Eu sou do 110 e tenho "sempre" horários completos - este ano concorri a nacional/temporários - se não ficar, a carreira vai ficar de lado. Amo o que faço, mas tb tenho de gostar de mim. Eta insegurança tira anos de vida...

Um beijinho**

tiago disse...

por um lado acho que nao deves deixar de lutar pelo que gostas de fazer mas vendo bem, nos dias de hoje twsmosa de deitar todas as hipotese em cima da mesa. Nao podemos ser orgulhosos. Acho que fazes bem deitar outras hipoteses em cima da mesa tambem para teres outra estabilidade na tua vida. Apoio a tua decisão

Feliz disse...

Nao é facil - ir para longe em prol de uma profissao é complicado, porque quando há dias mais tristes, precisas incondicionalmente do apoio daqueles que...estão longe...