Livro de Ponto

...Soma e Segue...

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

...vem cá de dentro

Olá malta,

Tal como muitos de vocês, li todos os comentários/opiniões dos colegas. Estou assustada. Tenho cerca de dois anos de serviço - sou uma miúda à vossa beira - mas são dois anos conquistados com muito suor, muitos quilometros, em algumas situações a pagar para trabalhar e, no final, a ver a contagem de tempo de serviço a ser injusta! (refiro-me às AECs onde 1ano de lecionação - 15h semanais sem 1 única falta, a 100km de casa [porque não tenho cunha para a minha vila/cidade] me contou 75 DIAS)...

Depois disso passei pelo Apoio, pelo Português noturno... e só há dois anos tive a minha turma! Finalmente uma colocação - após anos de estudo,meses de lecionação e alguns "aos caídos" na busca do tempo de serviço! Encarei a colocação como uma DÁDIVA - fiz tudo por aqueles miúdos, sempre de coração aberto!! Enquanto via colegas simplesmente a borrifarem-se...
O ano passado já não fiqui colocada. Este ano estou na luta! Um concurso a nível nacional, com todos os horários temporários! (se não for desta, não é mais) - Confesso que tinha/tenho esperança - mas de dia para dia as notícias agravam-se!

Ler a notícia das DREs é mais um motivo para perder a esperança - é ver, em muitos casos, pessoal que esteve anos sem lecionar, a voltar à escola...sem ânimo, sem vontade, sem prática!

Só para terminar [e espero que não me crucifiquem]:
Não consigo conceber a ideia de a avaliação estar "reservada" aos contratados...para mim todos o deviam ser, e especialmente a partir do topo, daquilo a que nós chamamos de "lugares adquiridos"- se há colegas que, mesmo com trinta anos de luta continuam a dar o seu melhor DIARIAMENTE, muitos há que somente vão à escola "assinar o livro de ponto"...

Opiniões são isso mesmo. Esta é a minha visão e o meu sentir do atual estado das coisas...

Um abraço a todos*
Setembro 05, 2011 11:19 AM

4 comentários:

PR disse...

Feliz, não baixes o braços.. se assim for, "como será"?

terminei em 2005 [sou do GR500], também já dei formação, e pago para trabalhar [cada dia mais]...

estou consciente que as coisas estão difíceis pq o nosso país está no fundo e por isso temos que fazer sacrifícios, mas tb sei que cada dia que passa quem não faz nenhum ainda consegue fazer menos [não me perguntes como mas consegue].

quando as escolas funcionarem como as empresas com avaliação de desempenho de colaboradores e despedimentos ou regalias se houver um bom desempenho, aí sim, vamos poder ver alguma justiça... até lá vamos vendo estas "coisas"...

beijinho grande, colega da luta

Feliz disse...

Obrigada PR, do fundo do coração! Mas fica dificil - eu não sou de baixar braços - como já aqui disse, já fiz limpezas e voltarei a fazer se ncessário...
Apenas lamento, pois sei que sou uma excelente profissional e estou às boxes...

Espero que sim, que o que vier venha por bem e que me/nos deixem mostrar quem sou/somos de verdade!

Abraço amigo*

Paulo Nunes disse...

Não desanimes! A minha mãe já foi professora (agora reformada) e sabe bem que existem professores que deviam estar a descascar batatas nesses tais lugares adquiridos!! É uma vergonha!
Mas depois vêm os sindicatos a defender os tais intocaveis!

Feliz disse...

Precisamente Paulo - não os vejo minimamente preocupados com os "novatos"...só se lembram de nós quando precisam de número para as manifestações!

Obrigada pelo apoio ;)