Livro de Ponto

...Soma e Segue...

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Já é Natal ... em casa dos meus papas!


Não resisti à beleza desta foto! A árvore está decorada de uma forma diferente, mas eu acho que está muito bonita! O adereço que se encontra em frente à árvore...funciona como estrelinha, a minha estrelinha!

domingo, 27 de novembro de 2011

São mesmo, mesmo, mas mesmo professores?!?



Ando passada dos carretos com algumas colegas de mestrado! A sério! Vai soar a queixa, vai soar ao que lhe quiserem chamar! Mas não suporto ter gralhas nem à frente, nem atrás de mim! Sistemático! Na sexta foi na linha da frente. No sábado, na retaguarda! GOD! Ainda lancei um olhar, mas em vão! Há gente que não se toca! Se os quase duzentos e cinquenta euros mensais não lhes fazem falta, opá! Xuxu maravilha! Mas a mim fazem! E muito!!

Bem vistas as coisas, o quê que se espera de gente que, leiam bem:
- colocam aparas de lápis no chão (depois de os afiar);
- mesmo com um pedido escrito em cada mesa do bar, não levantam a sua louça...

E depois eu sou má lingua e sou uma arisca do raio por continuar a achar que a avaliação de desempenho docente devia começar de cima...Sou, pois claro que sou!...

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

O meu dia de greve

É verdade.
Repeti vezes sem conta o ano passado, enquanto trabalhava nas limpezas, que quando estivesse colocada, iria aderir à greve, como forma de me manifestar contra a precariedade de emprego e, especialmente, para celebrar o dia - pois ao fazer greve significaria que já não estaria naquela situação laboral.
Pois bem, um ano passou e eu cumpri de facto com a minha palavra. Sei, sei bem que a greve não leva absolutamente a nada. Nada mais que um dia a menos no meu vencimento. Nada mais que um dia de poupaça para o estado (minúscula propositada) português.
Aproveitei o dia para trabalhar noutro campo, no meu mestrado - e de facto rendeu bastante! Tenho conseguido cumprir com os objetivos a que me propus no início da semana e isso diminuiu a minha ansiedade e peso de consciência!
Além disso, fui tirar o pó aos meus patins, já no final do dia! Quando os calcei pensei..."Vais tralhar...ai vais..." mas afinal não. Já não consigo curvar muito bem à direita, mas o 180º à esquerda sai na perfeiçao! Fez-me mesmo bem! Libertei a energia aqui bem concentrada, embora basicamente tivesse andado para cima e para baixo na mesma rua. Aqui não há grandes espaços para exercícios - e muito menos para usar uns patins, o que implica um alcatrão minimamente decente e, de preferência limpo de areias. A zona onde as pessoas passeiam/correm aqui é engraçada: fica à beira do Tejo, tem um jardim amplo, cuidado, com calçada portuguesa e (ainda muitos) vestigios de obras inacabadas. Recordei-me do Parque da Paz em Almada...corria-se lá muito bem mesmo! Aqui não ouso a tal. O espaço não é convidativo o suficiente...

terça-feira, 22 de novembro de 2011

É à escolha!

Eu bem que tinha a minha razão. Sendo eu pouco dada ao estudo - detesto focar-me demasiado tempo  em determinada coisa, esta era a pilha de livros a que me referia, para uma das cadeiras do mestrado!
É à escolha!!
* DSM IV-R (acabei de ler!)
* Perturbações de ansiedade na Infância (para amanhã de manhã)
* Introdução à Psicopatologia (para...sexta)
* Psicopatologia na Infância  (hummm...)
* Psicopatologia descritiva e interpretativa da criança (...)
* O desenvolvimento da criança e as suas psicopatologias (Como me agrada, talvez tenha prioridade)

 Sim, há mais...Vá eu preciso é de ordem! E de um ambiente confortável! E de cafeína! Tem mesmo de ser - é sistemático! Dá-me uma soneira! Incrível! Não me consigo conter! Nessas alturas levanto-me e vou trincar qualquer coisa...tem de ser. E é incrível como nada mudou em anos de estudante... (não encontrei esta perturbação no DSM - hehehe)

domingo, 20 de novembro de 2011

Because change happens!

Dei hoje o primeiro passo na minha mudança! Sim, eu passo a vida a querer mudar! (vá, prefiro chamar-lhe aperfeiçoamento!) Tenho-me obrigado a sair à noite, como já disse anteriormente! Nesse campo estamos com uma boa taxa de sucesso! Agora o passo seguinte é dedicar-me a sério ao mestrado! Prometo aos santinhos que vou mesmo aplicar-me! Hoje, por exemplo, dormi duas horas e picos - já fiz as lides domésticas e, como o meu miudo da explicação é muito assiduo, preparo-me para ir fazer uma hora de eliptica e...outra de organização dos materiais a ler!! Yeah!

Vá, eu estou a tentar levar isto com ironia, mas a verdade é que ando com o coração muito apertado por não estar a dar o meu melhor. Não sou miúda de falhar académica e profissionalmente, e estou apavorada por pensar que, pela primeira vez, isso está bastante eminente. (a insatisfação e a inércia tomaram conta de mim, mas eu vou ser mais forte!!)

E pronto, visto serem 11h15 (o quarto de hora académico expirou), vou dedicar-me à minha eliptica! Siga que se faz tarde e o dia ainda é longooooo!


sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Justificação 1

Ando a fazer de tudo para desviar-me daquilo que realmente tem de ser feito. Fui sempre assim. Os assuntos chatos, em vez de serem resolvidos em primeiro - para depois ficar liberta - ficavam inevitavelmente para ultimo. Achei que fosse uma questão de tempo...de maturidade! Que um dia conseguiria fazer diferente...
Pois, mas a verdade é que estou breve a fazer vinte e sente anos e continuo a agir como quando tinha dezassete... Não consigo. Deixo sempre as coisas de que menos gosto para depois e só agora [fez-se luz] percebi que isso [também] contribui para a minha ansiedade e para aquele humor estúpido de fim de semana.
Devia, devia mesmo pôr mãos à obra nos trabalhos do mestrado...eu sei! Mas não me apetece nada!! Zero! Sempre deixei tudo para a ultima e até me tenho safado relativamente bem. Se não estou para aí virada, até podem vir os anjinhos todos do céu, mas não me sai uma palavra, quanto mais um texto decente! E é por isso. É por isso que fico triste. Porque tenho "muito" tempo livre - manhãs - e faço tudo, tudo menos o que no momento devia fazer: ler e começar a escrever...


terça-feira, 15 de novembro de 2011

Porque às vezes não há nada a acrescentar...ou há, mas não é nada de positivo. São as minhas crises, são as minhas saudades, são...são tantas coisas que eu nem sei bem explicar. Ou até sei, mas acho tão repetitivos...

Pareço-vos insatisfeita por natureza?!...mas se calhar sou. Sou mesmo.
Se por um lado estou muito feliz por estar com uma turma, uma sala e todas aquelas coisas que gosto, por outro, a distância - que é imensa - e  os fins de semana xs - por causa do mestrado- deixam-me um vazio incomensurável...de modos que chorei toda a viagem, depressiva no domingo...

E pronto. Nao consigo escrever mais. Vou corrigir uns textinhos...

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Encantada



Derretida, o que lhe quiserem ensinar!
Este album é simplesmente divinal!

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Deve ser da hora

mas sabem do que sinto falta [pelo menos neste momento, ou há instantes atrás]
de ouvir o sino de uma igreja..daqueles que dão as horas...sim sim, esses das aldeias!

Há um ano atrás estava eu com quinze dias de limpezas numa padaria em cima...lá perto havia uma igreja cujo sino me ia indicando o restante para a chegada a casa...

Há um ano...parece que foi há séculos! Foi tão estranho e é tão estranho recordar esse momento que nem parece real. Mas é preciso. Nem que mais não seja para me dar força sempre que o coração se aperta pelos mais de duzentos quilometros que me separam de tudo o que amo.

Ok. Estou mesmo a dar o tilt. Mas tinha mesmo de escrever este texto. Com pó de tempo...com pó de farinha!
A propósito, mais vos digo que aprendi a distinguir, pelo toque e cor os diferentes tipos de farinha! Sou ou não sou uma menina prendada?!

Quem quer casar com a Burguesinha?!? (perdão, carochinha!!)

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

G P S

Quilómetros...e mais quilómetros! O medo a mim, é mesmo uma cena que não me assiste.



Já estou instalada. Desta vez estou numa espécie de família de acolhimento. Eu explico. Foi muito difícil encontrar uma casa onde ficar. Gostava de ficar perto da escola, para evitar usar o carro e, em simultâneo, pagar pouco, dado que as viagens me levam praticamente todo o orçamento. Bem vistas as coisas tinham em cima da mesa três opções. Após contactos, decidi optar por esta. Tem um quarto e um wc só para mim. Partilharei as áreas comuns - sala e cozinha.
Eu sinto-me bem aqui - de verdade que sinto - mas assaltam-me alguns receios...(hoje em dias enchem-nos a cabeça de ideias...e às vezes é difícil desprender-mo-nos...)

Entretanto, usei hoje, pela primeira vez, o GPS. Considero-me uma pessoa moderna, mas ainda assim, continuo a preferir os mapas! Sem dúvida! Para chegar ao agrupamento foi uma maravilha: impecável, à primeira. Para chegar à escola...final do dia...para ter uma reunião...bem Foi o pesadelo! Ho-rrí-vel! Andei mais de uma hora perdida! Literalmente às voltas e às voltas! Com previsões de hora de chegada totalmente erradas! Com um processo de "recalculando" sistemático! Houve uma altura em que desesperei! Parei e chorei de nervos! Que c* pá! Nem parece que já fiz distribuição nos CTT! Baixei os braços e voltei ao método "quem tem boca vai a Roma" e aí sim, em menos de dez minutos pus-me na escola, na reunião! Ia a medo: ora bolas, primeira vez e dar logo um mal aspecto dos diabos...mas não, nada disso! Entrar e ver um grupo de colegas reunido, com lanche e a debater as questões de uma forma dinâmica e bem disposta! Fan-tás-ti-co! Nunca, nunca tinha visto nada assim e...juro-vos! Estou deliciada com a equipa de trabalho daquela escola, deste agrupamento! [Habitualmente os meus amigos "dão-me na cabeça" porque tenho um bom coração e julgo as pessoas pela suas "falinhas mansas". Eu acho que (já) não sou assim tão ingénua e confesso que fiquei surpreendida por encontrar pessoas tão afáveis, tão disponíveis para os outros! Palavra de honra! É o meu primeiro dia aqui, ainda estou apenas nas primeiras impressões, mas se de facto se confirmar o que vivi hoje, reponho algumas das minhas utopias!]