Livro de Ponto

...Soma e Segue...

sábado, 21 de janeiro de 2012

Algum dia tinha de acontecer...

Pois. Toda a gente me avisava, mas eu, que sou uma sabidolas, achava que não, que estava tudo controlado. Andava sempre no limbo. Até hoje, dia em que espero ter aprendido a lição. Ora, fiquei sem gasóleo, em plena A5. Sim, verdade sim senhor. Uma vergonha. Já chorei da minha alma. Tudo isto porque queria apanhar a promoção de uma gasolineira, 1.5km mais à frente...Com essa promo, previa poupar cerca de uns 7euros, montante que nos dias de hoje me pagam 1 vinda a Lisboa em portagens...Bem, o que ganhei foi...praticamente o sêxtuplo do que pretendia poupar...
Não sei se serviu ou não de emenda. Juro. Mas sei que hoje me tornei numa pessoa menos crente...

Foi uma semana intensa, aliás, desde sexta passada que tenho andada presa por arames. Em modo "piloto automático". As viagens são estoirantes...estou farta do volante e tive uma grande desilusão com aquilo a que chamo "ser humano". Chorei e lavei a alma. (Julgava eu) Já no decorrer da semana, tive uma aluna que me fez um escarcel na sala de aula. Uma não. Duas. Felizmente, sou dotada de paciência e, mais uma vez, lá consegui seguir em frente, sem um arranhão. (Mas deixa comprovado, mais uma vez, que valores de base estão em falta no ensino e, no fundo, na sociedade. - É vergonhosa a atitude que muitos alunos, fedelhos, tomam para com os meus colegas e igualmente funcionários...) Fiquei satisfeita por, desta vez, não vir em prantos para casa, na esperança vã, (de que posso fazer mais e mais para), de salvar o mundo...

Também fui particularmente afortunada nestes últimos dias no que toca a civismo. Hum-hum. Bateram-me no carro...o que é daquelas coisas que uma pessoa precisa e adora que aconteça. Como se tal não bastasse, a apresentação de trabalho de mestrado nao foi, particularmente, brilhante, apesar das congratulações dos colegas e de toda a dedicação ao mesmo...não suficiente (porque aguentamos muito mais do que julgamos), soube de situações de doenças, graves, de familiares de pessoas muito próximas...e dói, dói muito. (esta sensação de total impotência...)

Conclusão. É a vida.

4 comentários:

Miss Cleo disse...

Amiga a vida provoca-nos, mas nós surpreendemo-nos com a força que temos!Foi uma semana e fim-de-semana memóravel pela negativa mas algumas lições de vida daí tiraste!Be happy everyday and laugh of yourself!

Paulo Nunes disse...

Não tens computador de bordo?
A reserva são normalmente 10 litros ou menos...mas nunca se deve andar na reserva muito tempo, faz mal ao sistema de injecção.

Feliz disse...

@Miss - Verdade! Agora já vejo as coisas de outro prisma! Sempre a aprender!!! ;)
@Paulo - era o carro da minha irmã - tudo a somar, batidela, gasóleo...arrisquei demais... :( mas só faltava 1.5km!! ohhhh

tiago disse...

Eu tambem tenho uma historia igual mas foi num carro antigo e mais perto de casa e que não deu os problemas que depois tiveste. Vinha eu no meu mini na via rapida de taveiro quando começou aos saluços e parou. Chamei reboque e taxi para me levar para casa. No dia a seguir, depois de o deixarem na oficina, deitei gasollina para o deposito e esta pronto para as voltas ate hoje. Claro que o teu caso é diferente para alem de mais que os carros de agora nunca devem andar muito tempo na reserva por causa do lixo que anda no fundo do deposito mas como é sabido as mulheres deixam até à ultima:D
Semana e fim de semana stressante mas estamos sempre aprender....