Livro de Ponto

...Soma e Segue...

sábado, 17 de março de 2012

Frase / Poema

Dando seguimento ao desafio lançado pela Anita, hoje vou publicar textos de que gosto e que são reforço em momentos difíceis:

a) que uso com a minha melhor amiga:

Eu não sou forte, ela não é forte. Porém juntas, a minha amiga e eu, formamos a maior força do universo!

b) que uso quando preciso de acreditar:

É nos momentos em que estou mais fraca que me torno mais forte.

c) que uso quando quero desistir:

Era o fatalismo muçulmano. Nada desejar e nada recear... Não se abandonar a uma esperança - nem a um desapontamento. Tudo aceitar, o que vem e o que foge, com a tranquilidade com que se acolhem as naturais mudanças de dias agrestes e de dias suaves. E, nesta placidez, deixar esse pedaço de matéria organizada, que se chama o Eu, ir-se deteriorando e decompondo até reentrar e se perder no infinito Universo... Sobretudo não ter apetites. E, mais que tudo, não ter contrariedades.
Ega, em suma, concordava. Do que ele principalmente se convencera, nesses estreitos anos de vida, era da inutilidade do todo o esforço. Não valia a pena dar um passo para alcançar coisa alguma na terra - porque tudo se resolve, como já ensinara o sábio do Eclesiastes, em desilusão e poeira.

d) que uso na introdução aos meus trabalhos:

Há quanto tempo
Que esse tempo passou por mim
Já nem me lembrava bem
De como foi essa aventura de crescer
Mas ser menina não é fácil
Há todo um mundo por descobrir

Fazer amigos é difícil
Mas sempre acontece
É esse o primeiro passo que deves dar
Para andar pela vida
Sem te sentires perdida
E é sempre bom ter alguém para nos dizer

Hey…
Se souberes quem és hás-de ser sempre feliz…

2x1, 2…4+2 São 6
A, E, I, O, U é a história de dois reis
(x2)

Ainda me lembro de quando também tinha de ir
Para a escola com os livros na sacola
Estudar nem sempre parece o que é
Um acto competente
Quase um acto de fé

Concentração é tudo o que precisas para saber
Que a arma mais poderosa que alguma vez vai haver
É o conhecimento
Mas há que estar atento
E não deixar de ouvir o coração

Hey…
Se souberes o que queres hás-de ser sempre feliz

Malmequer, bem-me-quer
Muito, pouco ou nada
Joga ao bate o pé ou joga à apanhada

Não há maior mal nem maior bem que o coração
E nem sempre somos donos dele
Mas a razão há-de estar por perto no momento certo
Para te dizer que é a tua hora de amar

Hey…
Se souberes quem és hás-de ser sempre feliz…!


Sem comentários: