Livro de Ponto

...Soma e Segue...

terça-feira, 3 de julho de 2012

O fim dói...dói sempre...

Sempre que um professor abandona a sala observa com atenção todos os detalhes. Tenta absorver o máximo daquilo que vê. Guardar o possível e o impossível. O que lá vê, e o que lá viveu. Comigo não é diferente. Esta é a terceira sala de aula que abandonei no corrente ano letivo. Há sempre um vazio que fica, uma saudade. Aqui conheci muitos sorrisos lindos. Trabalhei de perto com o nosso futuro, com os nossos homens e mulheres de amanhã! Dei tudo o que podia para deixar nos seus corações u pouco do pouco que sei. Tentei ser professora a 100% e amiga a 200. Espero que fique na história deles, como eles na minha. E pronto. Os fins nunca são tão mágicos como os inícios, mas são ainda mais bonitos, quando saímos com o coração cheio e a certeza de que o nosso melhor foi feito.
Agora espera-me um novo concurso, ainda com linhas para alinhavar, distâncias a medir. A incerteza. A dor da distância. A agonia de não dar continuidade ao sonho.
Somos tantos nesta incerteza...somos tantos a querer dar tudo pelas crianças!...Porque fazem isto connosco?...Ano após ano...

3 comentários:

tiago disse...

Se já não é facil andar sempre com a casa às costas o que fará deixar uma sala de aula, com a sensação que será a ultima vez que a vê e o mais importante, os alunos, crianças a quem nos apegamos ultimamente....oh profissão ingrata!!!

S* disse...

Imagino o sentimento... força...

amigos das onze horas disse...

ser professora tem vantagens e desvantagens. Só compensa se as coisas boas forem superiores às más.
Espero que o próximo ano letivo te traga a desejada colocação.
Beijinhos