Livro de Ponto

...Soma e Segue...

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Outono


Já tinha tido essa ideia, mas hoje pensei mais a sério sobre o assunto.
Eu costumava dizer que a minha estação do ano preferida era o verão. Porque gosto muito de calor e tudo o que o envolve. Sinto-me feliz e livre no verão.
No entanto, o outono cria em mim sensações extraordinárias que o verão não consegue criar! E a prova disso mesmo são (também) as inúmeras fotografias que tiro a tudo e a mais alguma coisa. Porque tudo me parece bonito e digno de registo. É como se quisesse captar todos os momentos e guardar todos os sentidos! As cores, os cheiros e as imagens! Sobre os sabores ainda há pouco a escrever: já sinto o sabor das romãs*, mas o melhor ainda está para vir! Os dióspiros, as castanhas e as nozes fazem-me brilhar os olhinhos!
* desde pequenina que adoro este fruto. Traz-me recordações de infância: chegava da escola, fazia os deveres, sentada numa cadeirinha verde de madeira e usando um banco como mesa. Terminados os trabalhos, apanhava uma enorme romã da nossa árvore do quintal: a maior e a mais madurinha. Voltava para a cozinha de lume da minha avó e sentava-me novamente na cadeirinha. No banco-mesa, tinha então pousada uma caneta onde colocava todos os grãos da fruta. Calmamente. Abria todas as partes da romã e colocava só o "comestível" na caneca. No final, "bebia" os grãos. Era coisa para me levar cerca de uma hora. Mas eu não me importava. Afinal, tinha todo o tempo do mundo! Depois do "lanche" era hora de pegar na bicicleta - a BMX que todos nós tivemos! - e passear pelos mesmos caminhos onde hoje passeio com o Lab, e um dia passearei com os meus filhos.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Como deixar de seguir um blog [help]

É mesmo de verdade esta pergunta! Como é que faço para deixar de seguir um blog?

Sigo vários - e adoro como já aqui deixei bem claro. Mas há um deles que há que tempos que me mete nojo nos seus posts idiotas e cheios de dor de corno! Já para não falar das incoerências que comete! A sério...podemos até nem conhecer pessoalmente as pessoas...mas tira-se a sua essência pela porcaria sistemática que escrevem. O pior disto tudo é que aparece sempre como textos "ainda não lidos" e infelizmente acabo por gramar com eles, todos os dias, às vezes várias vezes ao dia...
Estou triste. Não queria deixar de seguir nada, porque afinal, no inicio era um dos blogs que idolatrava...agora tornou-se "em lixo" informático.
Alguém me dá uma ajuda? "Palise"?

Dona de Casa [muito] Desesperada


Nunca vos apeteceu apertar o pescoço ao vosso-mais-que-tudo pela péssima escolha na qualidade e desenho das roupas? Ca nervos! Isto tudo porque o moço tinha a mania (ou a possibilidade) de comprar roupa de marca...pois! É muito gira, que eu não acho, e tem um design muito à frente! Muito! Tão à frente que eu não faço a mais remota ideia de como se passam calças que não tem ponta por onde pegar! Já lhes dei não sei quantas voltas e continuo e dúvida quanto deixá-las para o mais-que-tudo as passar, ou colocá-las no contentor de roupa que existe em frente à nossa casa. Ca nervos...


domingo, 23 de setembro de 2012

Estavamos todos com saudades

Ah, confessem, não sou só eu! No fundo estavamos todos com saudades do outono! Desejosos para tirar do guarda roupa as caneleiras e algumas malhas ligeiras! Tão bom!
No dia de hoje ainda deu para apanhar um valente banho com a minha irmã e com o noivo! Grandes gargalhadas!
Agora começa o desafio de resistir ainda mais à comida - tentar manter o peso...está a ser uma luta árdua, cujas batalhas tenho perdido, quase todas! Me-do...muito medo do que para aí vem!

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Dos DESAFIOS da minha Anita

Achei o tema deste desafio muito original! Refere-se a musicas. Musicas que escutamos em diferentes registos: quando estamos tristes, alegres, aborrecidos, ... e por aí fora!
Ora então!
Eu adoro musica! Ouço sempre no carro, quando faço desporto e até limpezas. Habitualmente não gosto de ligar "a máquina" quando estou triste. Nessas alturas opto por ficar no meu cantinho e...a almofada sempre foi uma excelente confidente!
Ao contrário, quando estou feliz, quase tudo me assenta como uma luva! Mas sim, tenho preferencia por ritmos mais alegres, que puxem pelo corpo e, essencialmente, reforcem o sorriso.
No meu TOP 10 tenho músicas como:

Tarkan - independentemente da música, sendo que uma das preferidas é:
http://www.youtube.com/watch?v=HAT5eneWYiM

Daddy Y Yankee - também gosto de quase tudo. No topo encontramos:
http://www.youtube.com/watch?v=ZEInlYjVFzk

Taio Cruz - que boa onda!
http://www.youtube.com/watch?v=y_SI2EDM6Lo

Sean Paul - que voz tem este moçoilo!
http://www.youtube.com/watch?v=uUGFhVWPOFs

Não, eu não ouço só meninos! Também há umas girls que eu adoro! Tipo:

Jennifer Lopez - por tudo!
-http://www.youtube.com/watch?v=z5W7DVFKrcs

Ana Bacalhau (Deolinda) - esta mexe com todos os meus sentidos: faz-me rir e chorar!
- http://www.youtube.com/watch?v=Qxv9s3PTIzY

Margarida Pinto - voz angelical
http://www.youtube.com/watch?v=0b1PSekTZkA


quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Casamento: Me-do! Fata meio ano!

Estamos sensivelmente a meio ano do casamento - fez-se luz ontem na minha cabeça.
Tenho andado tão atarantada com os "outros assuntos" que nem dei pelo tempo passar! Ele, como tem sido o suporte, também não havia dado conta da proximidade da data. 
Hummm, fazendo uma revisão na lista de afazeres, temos ainda os convites para tratar, a surpresa aos convidados e também as lembranças da cerimónia...
Ora. Por outro lado, tudo o que é relativo à cerimónia também ainda está por realizar...

Falem-me dos vossos prazos. Com meio ano, que vos faltava ainda? Estaremos dentro dos prazos?
(Curiosidade, quando é que o noivo começa a pensar no fato dele?)

Miminho para as noivas que por aqui passam, e para quem gosta destas coisas: www.episodio.pt 

domingo, 16 de setembro de 2012

A Doce casou!

Nos primórdios deste blog falei de uma das minhas grandes amigas - a Doce - que é a mais velha de nós e que foi, no fundo, a inspiração para o título do blog, e que paulatinamente vem comprovando que aos 30 é que a felicidade se inicia, reduzindo a margem das nossas "pressas"

O fim de semana que passou foi o seu casamento! E nós, amigas de sempre, estivemos todas reunidas para celebrar!
Óbvio que ela estava linda! Aquele sorriso sempre querido e ternurento como ela nos habituou! Sempre calma, sempre segura!

O melhor da celebração é ver que sim, que a vida se começa a endireitar mais próximo dos 30! Recordar todas as coisas pelas quais fomos passando - inclusive o início do seu namoro - e ver que mais tarde ou mais cedo somos compensados pelos momentos menos bons da vida!

Recordar as primeiras férias em conjunto - éramos ainda umas miúdas! Lembrar ainda as saídas, os cafés, as conversas e os sorrisos travessos! Constatar que a vida "dá mesmo muitas voltas" e que ninguém consegue (mesmo) prever o futuro!

Foi um dia feliz! E estamos todas felizes, a compor (também) a nossa vida!

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Se...Se...Se

Se não houvesse economia paralela não seriam necessárias estas medidas...

Pois...claro. E se a minha avó tivesse tomates era o meu avô.

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Estar do outro lado

Sou uma miúda. Com 27 anos ninguém nos leva a sério. Eu sei disso. Sei tanto disso que é por essa razão que me estão a fazer a vida negra com o recurso da avaliação de desempenho docente. Aliás, receber um aviso de receção de uma carta enviada por mim, redigida por um advogado, escrito por outra pessoa, só pode ser obra de quem não leva "os mais novos a sério"...

Mas não foi disso que vim falar.

Coloquei um anúncio a procurar colegas para colaborarem comigo, no meu negócio. Em pouco tempo (cerca de 5h) já recebi mais de uma dezena de currículos. Fiquei feliz. Mas como sou tão parva, e se calhar, tão nova, estou com "pena" dos colegas. Na maioria são jovens, como eu, que estão...como eu. Queria ter trabalho para todos. Queria tanto... 
É a primeira vez que me vejo "deste lado". Tenho respondido a todos os colegas (que é assim que os tratarei) agradecendo os documentos enviados. Foi algo que raramente fizeram comigo...eu candidatava-me e as respostas não vinham. Ainda que fossem negativas! ... Perdi a conta às cartas enviadas para escolas privadas, as candidaturas online que preenchi e das quais não recebi qualquer feedback...

Sou uma miúda, eu sei. Mas trato os outros com respeito, com dignidade - com todos os valores com que um ser humano (em situação de procura de trabalho, ainda mais) deve ser tratado.
http://www.infojovem.org.br/infopedia/tematicas/trabalho/procura-de-emprego/

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Das notas

http://profjc.net/joomla15/News/Alunos/Page-7.html
Saiu hoje uma carrada de notas de cadeiras do mestrado. Estava à espera de as fazer todas. E fiz. Mas confesso que estava à espera de melhores resultados...Há para todos os gostos e feitios: desde o 13 ao 19, finalizando com uma média de 15. Falta ainda a avaliação do pré projecto. 
Esta é a altura em que se fica a um passo de decidir se se pára por aqui, ou avança para o segundo ano. Acho que se não for agora, já não é mais...por outro lado, não vejo qualquer retorno no investimento que está a ser feito. Tenho vários colegas a ponderar (seriamente) ficar pela pós-graduação e eu sou a primeira a incentivá-los a avançar. Mas para quê? Claro que o enriquecimento pessoal e profissional estará sempre implícito, mas a bem da verdade, não é essa a razão (por si só) que nos leva a gastar tão avultada quantia. É sim a esperança de um qualquer retorno: uma colocação, por exemplo, era muito bem-vinda...

Não se trata de um post "pessoal" - eu generalizei. No meu caso, estou a procurar outras vias de "subsistência"...mas isso implica também investimento, que pode muito bem não ter qualquer retorno. Há que ter fé...

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Tudo tem uma razão de ser

http://ogerente.com/empreendaja/2009/08/15/inovacao-de-negocios/
Faz hoje dois meses que tive o meu primeiro (e único até à data) acidente de carro. A sensação pior já lá vai. Até há bem pouco tempo antes de conseguir adormecer a imagem que me surgia era do "embate". Conseguia recordar todos os detalhes do preciso momento em que aconteceu: o olhar para os pedais (a pensar "porquê que isto não trava?"), levantar novamente a cabeça e ver a traseira do jeep, sentir no corpo a pancada, ouvir o airbag a disparar, a encher...sentir ainda o cheiro daquele pó branco que se dispersava ao esvaziar. As luzes do painel todas ligadas, sair do carro com a mão queimada, nem olhar para o carro, abordar o casal da frente...

Ainda está tudo muito vivo. São momentos que não se esquecem e que nos fazem reavaliar as prioridades da vida, aprender a tornar relativos os "problemas". Aliás, o  ano que passou foi pródigo nisso mesmo! 

Ainda estou triste pela perda. Não tenho ainda o meu carro. Não sei se efectivamente ele virá perfeito e fará valer o gasto da sua reparação. Mas agradeço a Deus estar aqui, viva e de saúde! Analisados os estragos, o que se reflectiu em mim são meros arranhões psicológicos...

"As meninas estão bem? Iam de férias não era?!"- não, senhora, somos professoras. (com ar de "turistas")

Todos os acontecimentos que fui relatando ao longo destes últimos meses foram-se juntado e levaram à tomada de decisão da abertura de um "negócio" próprio. Decidi, em diálogo com a família e amigos próximos, apostar num espaço que hoje adquiriu a publicidade! Está muito bonito por fora, e por dentro faltam apenas alguns detalhes! Quando tudo estiver pronto farei gosto em partilhar convosco!
Se até aqui era importante que as coisas corressem bem, a partir de agora torna-se imperativo! As despesas serão certas...e quero muito honrar o meu profissionalismo, estando tão próximo quanto me é possível da profissão que amo, mas também dos que amo.