Livro de Ponto

...Soma e Segue...

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Das coisas da profissão...

Porque é uma coisa que amo, e porque às vezes não sabemos o que escolher...procuro em Ti uma resposta...uma ajuda...


Ao passar a vida, eu sei,
que nem tudo vai ser, como sonhei.
Ter caminho p'ra fazer,
e um plano, sem saber, ser "Mais alguém".
E vais ver, vais sentir, não precisas desistir,
quando a vida te pára e diz "Não!"
Pois eu estou junto a ti, dou-te a força que há em mim,
tu és mais do que "um só", somos um.
Posso ser igual a mim,
ou terei de desistir de ser assim?
Confiar no coração?
Ou no plano que Deus tem para mim?
Mesmo os que aqui não estão, de ti esperam, com razão,
teu rumo tu estás a traçar.
Seres alguém, seres feliz, porque alguém assim o quis.
Seres um "mais" para ti, somos um!
(Somos Um - grupo das Terças)




A prova dos professores...

Já há muito que não passava por aqui. Aguardava o momento da apresentação da dissertação...aguardava ter algo verdadeiramente porreiro para vir aqui escrever...
Mas não, não aconteceu nada de bestial e a razão que me trouxe aqui hoje é um desabafo pessoal que quero que fique neste "diário" para mais tarde recordar...

A prova. A prova que supostamente deveria fazer.

Tenho vindo a pensar, a conversar com colegas de profissão...a refletir imenso sobre isto. Não queria dizer um não porque sou do contra e isso basta-me. Não, não é nada disso. Sou a favor, a favor de tudo o que possa melhorar o ensino, tudo o que possa fazer dos nossos miúdos, miúdos felizes e mais capazes de brilhar nas suas futuras profissões. 

No entanto, não concordo com a sua fundamentação. Já muitos colegas escreveram aquilo que eu também penso a respeito:

- entrei no ensino superior, fiz o curso e os estágios com boa média;
- fui sempre avaliada na avaliação de desempenho* com menções de bom ou muito bom (conforme as cotas);
- cumpri o primeiro ano de mestrado igualmente com boa média e estou a um passo para o concluir.
- pelo caminho fiz formação em várias áreas, desde as dificuldades de aprendizagem ao ensino do inglês...

Nada disto parece ser suficiente para confirmar que estou apta a lecionar. É necessário agora realizar uma prova que, esta sim, virá passar o atestado de competência tão proclamado pelo mec...

Ontem saiu o exemplar daquilo que nos é pedido. E não me vou rir, nem fazer ironia com aquilo que me mete nojo. Óbvio que haverá quem diga: mas qual é o vosso problema? O problema é que isto (mais uma vez) não vai certificar nada! Mas será que está tudo doido? Ando eu a fazer formação na minha área, a investir rios de dinheiro para garantir que adquiro competências úteis ao meu desempenho e apresentam-nos isto? É assim que o mec vai saber quem são os bons professores?

Por favor, opinião pública que tanto nos crucifica, leiam e digam se isto era a prova que aplicariam a um docente! Se a aprovação nisto vos daria a certeza de que sim senhor, este professor é competente

-----

E eu que cheguei a colocar ali ao lado umas coisitas para (re)ler de psicologia, modelos pedagógicos atuais, lei de bases do sistema educativo, programas e metas de aprendizagem, resultados de pisa ... 


* quando a avaliação de desempenho docente  (add) foi aprovada nos moldes em que efetivamente se veio a concretizar muitas vozes se insurgiram: porque quem não deve, não teme; porque isto sim vai fazer a triagem dos professores que são efetivamente bons...e mais um par de botas. Agora todos são unânimes que a add não serviu para nada mais que nos dar trabalho e criar alguns atritos em algumas escolas entre colegas. Não veio provar nada no que concerne à qualidade dos professores.